sábado, 8 de março de 2014

A PRAÇA DA MATRIZ VIROU A "CASA DE MÃE JOANA"...

Horário de almoço num grande restaurante, localizado na Rua Riachuelo, onde mais ou menos quinze pessoas, em mesas próximas, comentavam a Praça da Matriz, e seu entorno. A síndica de um grande edifício, das proximidades do Palácio Piratini, que afirmava ter feito campanha para o Tarso, também almoçava no local, e escutada pelos demais, comentava estar arrependida de ter feito campanha contra Yeda. Disse ela, estar arrependida pois com a vitória de Tarso, a qualidade de vida dos moradores, bem como dos trabalhadores dos escritórios, e dos estudantes da Faculdade localizada no entorno da Praça da Matriz entrou em declínio. Primeiro, porque a Praça da Matriz virou um Hotel e um Motel dos moradores de rua que ao levantarem no clarear do dia não se importando com os transeuntes, e sem procurarem ao menos um canto, tiram a "ferramenta" para fora e fazem o que tem que fazer. Disse também que a extorsão passou a campear livre contra as pessoas que estacionam o carro na Praça, pois além de pagar o parquímetro, agora tem que pagar os "donos" dos estacionamentos que são três ou quatro flanelinhas que achacam no local. E, segundo ela, não adianta dizer para eles que se trabalha, ou mora na frente da Praça e que não precisa cuidar o carro, pois os porteiros cuidam, pois mesmo assim os flanelinhas achacadores exigem dinheiro. E quando os motoristas não dão dinheiro eles fazem uma ameaça "velada" dizendo mais ou menos assim: "Não tem problema a senhora vai voltar e eu (flanelinha) não vou cuidar, aí pode acontecer alguma coisa." Neste instante entra uma pessoa conhecida da referida síndica e ela pergunta: "Fulano" no tempo da Yeda ou do Rigotto, tinha achaque de flanelinhas na Praça da Matriz? Alguma vez, naquela época, tu foste constrangido ou ameaçado de forma "velada" por achacadores ao estacionar o carro? Ele respondeu não isto começou agora. Ela (síndica), perguntou: no Governo Tarso? Ele ficou mudo! Detalhe, o "Fulano" é Presidente de uma combativa Zonal do PT de Porto Alegre. O blog entende que morador de rua é um problema social. agora extorsão de flanelinha achacador é coisa de Polícia,o contribuinte não pode ser constrangido a pagar o parquímetro e mais o flanelinha achacador. Pois isto é bitributação. E se é verdade, que no Governo da Yeda e do Rigotto não tinha achaque, nem extorsão de flanelinha na Praça da Matriz, isto quer dizer que a Polícia naqueles Governos era mais eficiente? Se Não, qual o segredo, pois naquela época, segundo moradores, o entorno da Praça da Matriz era calmo e aprazível, totalmente diferente do antro de achaque e extorsão em que se transformou no Governo Tarso. E o blog também entende que a Prefeitura de Porto Alegre também tem muita culpa no referido fato. Afinal de contas os parquímetros são de responsabilidade da Prefeitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário