segunda-feira, 17 de março de 2014

OPERAÇÃO LAVA JATO DA POLÍCIA FEDERAL PEGA DOIS TUBARÕES QUE ATUAM NO RIO GRANDE DO SUL. OS RECURSOS INVESTIGADOS PASSAM DA CASA DE R$ 10 BILHÕES...

Marcos Martinelli e Eduardo Antonini
Estes são os gaúchos investigados na OPERAÇÃO LAVA JATO da Polícia Federal: o engenheiro EDUARDO ANTONINI e o marqueteiro MARCOS MARTINELLI. Segundo a Polícia Federal os dois receberam valores de um dos principais suspeitos de lavagem de dinheiro, o doleiro paranaense ALBERTO YOUSSEF, que foi preso em São Luis do Maranhão. As casas do engenheiro (Antonini) e do marqueteiro (Martinelli) foram revistadas por policias, que cumpriam mandato de busca e apreensão. O engenheiro EDUARDO ANTONINI foi um dos "mentores" da Arena do Grêmio, enquanto que MARTINELLI foi o marqueteiro da campanha vitoriosa de JOSÉ FORTUNATTI. O engenheiro ANTONINI foi Membro do Conselho Deliberativo do Grêmio, ele foi, também, vice-presidente de Planejamento do clube, entre 2005 e 2008, e presidente da Grêmio Empreendimentos, de 2011 a 2013. Durante o "governo" YEDA CRUSIUS (PSDB), foi secretário extraordinário da Copa do Mundo do Estado, entre junho e dezembro de 2010. Em 2012, recebeu o título de Cidadão Emérito de Porto Alegre. É homem de confiança do deputado estadual PAULO ODONE (PPS). O engenheiro ANTONINI teve participação ativa e decisiva (junto com PAULO ODONE) na "elaboração" com a poderosa empreiteira OAS na construção da Arena do Grêmio. A Polícia Federal está bem perto de chegar nos figurões do Paço Municipal... Teremos novidades!!!