segunda-feira, 19 de maio de 2014

Prisão de MAURÍCIO DAL AGNOL é questão de tempo e de detalhes... Tem um ex-governador do PMDB que a Polícia Federal está na cola dele. Será que é o ex-governador do PMDB que ajudou o advogado de Passo Fundo enriquecer??? Será que DAL AGNOL tinha informações privilegiadas dentro da empresa de telefonia??? O nome do ex-governador é ANTONIO BRITTO...

Este é o Maurício Dal Agnol... O "pioneiro" em ganhar
 milhões dos telefones da antiga CRT...



Este é o avião  do Maurício Dal Agnol.  É um Phenom 300.
Avaliado em US$ 12 milhões de dólares...


Este é o Porsche Cayenne turbo do Maurício...
Ele também possui outros carros de luxo...



Esta é a Mansão do "advogado" Maurício em Passo Fundo.
 A Polícia Federal fez uma "visita" lá...
Mansão que era frequentada por conhecidos colunáveis e políticos da mais alta patente...


Estes são os animais empalhados encontrados na casa do "advogado" Maurício Dal Agnol. 
 Os defensores dos Direitos dos Animais não devem estar nada contentes 
com o "advogado" de Passo Fundo...


Aqui é o "escritório" do "advogado" Maurício Dal Agnol sendo "visitado"
 pela Polícia Federal de Passo Fundo...

O prestativo vereador/policial da civil e a amazona Marina Dal Agnol (filha de Maurício Dal Agnol). No dia 20-10-2010, ela recebeu do vereador/policial da civil um diploma de honra ao mérito da Câmara de Vereadores de Passo Fundo, em reconhecimento ao "trabalho" que vem desenvolvendo no hipismo gaúcho, levando o nome de Passo Fundo para todo o país...
Os foragidos da Justiça foram agraciados com o título de cidadão honorário de Passo Fundo. Maurício e sua esposa Márcia receberam a "justa" homenagem por unanimidade... Foi o vereador/policial pedetista LUIZ MIGUEL SCHEIS que propôs a "homenagem"... SCHEIS é da Polícia Civil de Passo Fundo. 
É uma espécie de "protetor" do advogado foragido e procurado pela INTERPOL...


Este é o Centro Hípico e Haras MD do milionário advogado...


O delegado da Polícia Federal de Passo Fundo, MÁRIO LUIZ VIEIRA explicou que os trabalhos da polícia e do Ministério Público referentes ao caso de MAURÍCIO DAL AGNOL estão evoluindo satisfatoriamente. "Vários inquéritos estão instaurados aqui, todos sendo instruídos. Estamos trabalhando junto com o pessoal do Ministério Público Estadual, que também está na delegacia analisando documentos. Foram dezenas e dezenas de crimes praticados por ele e a sociedade pode esperar justiça penal aplicada. O delegado da Polícia Federal, afirma, o fato de MAURÍCIO estar nos Estados Unidos impossibilita judicialmente a prisão por causa do trâmite burocrático do processo de extradição e do mandado de prisão em solo americano. "Se estivesse em qualquer outro país, acredito que ele já estaria preso. Mas, de qualquer forma, acredito que a prisão de MAURÍCIO DAL AGNOL é uma questão de tempo", afirmou o competente delegado de Passo Fundo. Ainda de acordo com o delegado, depois que estiver no Brasil como qualquer cidadão, ele pode responder o processo em liberdade. "Mas acreditamos que a sentença condenatória final referente a essas dezenas de processos gera uma pena de 50 a 100 anos de cadeia", completa. A Polícia Federal de Passo Fundo também investiga um contrato particular milionário entre a empresa BRASIL TELECOM - atual OI - e o "operador do direito" MAURÍCIO DAL AGNOL. A empresa - segundo a Polícia Federal - teria tido participação no esquema que enganou clientes de ações judicias e "pode! ter desviado mais de R$ 100 milhões de reais de cerca de 30 mil pessoas. Segundo a Polícia Federal o contrato foi encontrado dentro de um compartimento escondido na casa do advogado DAL AGNOL, durante a Operação Carmelina, deflagrada para investigar o golpe. DAL AGNOL representava clientes em ações contra a BRASIL TELECOM. Esta - segundo o documento - pagou R$ 50 milhões de reais para que o advogado realizasse "acordos" - com titulares de ações - que beneficiassem a empresa... É bom lembar que o milionário de Passo Fundo tinha (e tem) uma poderosa rede de proteção na cidade de Passo Fundo. Os protetores dele ocupam importantíssimos cargos na cidade...


Um comentário:

  1. A PF tinha que investigar um escritório em Pinheiro Machado/RS com o nome atual de Meta (antigo escritório piloto) , pq mudou o nome depois que o advogado foi preso ,Eliseu Peres Garrido e Rossano Garrido são os proprietários e agenciadores.

    ResponderExcluir