terça-feira, 16 de dezembro de 2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO DE JANEIRO DENUNCIA PETROBRAS E ANDRADE GUTIERREZ POR SUPERFATURAMENTO DE OBRAS NO RIO DE JANEIRO






O MP do RJ denunciou à Justiça a Petrobras e a empreiteira Andrade Gutierrez por suspeita de superfaturamento nas obras de ampliação do centro de pesquisas da estatal (CENPES) e de implantação do centro integrado de processamento de dados (CIPD), que poder chegar a 32 milhões de reais.

As obras foram realizadas entre os anos de 2005 e 2010, ainda na gestão do então presidente da Petrobras, JOSÉ SÉRGIO GABRIELLI, que também foi denunciado.

O MP do RJ pediu o bloqueio dos bens e a quebra dos sigilos bancários e fiscais de GABRIELLI, do ex-diretor de serviços da estatal RENATO DUQUE, que já esteve preso na POLÍCIA FEDERAL de Curitiba por conta das investigações da OPERAÇÃO LAVA-JATO.

Também alvo da LAVA-JATO, o ex-gerente-executivo da diretoria de serviços da Petrobras PEDRO BARUSCO também está entre os denunciados pelo MP do RJ, que incluiu outros gerentes e funcionários à época dos centros, localizados no Rio de Janeiro. Todos foram denunciados pelo crime de improbidade administrativa.

A empreiteira ANDRADE GUTIERREZ é "suspeita" de praticar sobrepreço nos contratos de execução das obras e a contratação da construção também é colocada sob suspeita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário