quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

POLÍCIA FEDERAL INDICIA DIRETORES DE EMPREITEIRAS POR CINCO CRIMES


O MPF deve receber nesta quarta (10/12) a delação premiada do doleiro Alberto Youssef


A POLÍCIA FEDERAL indicou os diretores e executivos presos na 7ª fase da OPERAÇÃO LAVA-JATO por crimes de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, fraude à licitação, falsificação de documentos e falsidade ideológica. Das construtoras QUEIROZ GALVÃO e GALVÃO ENGENHARIA, são citados pelos investigadores ILDEFONSO COLARES FILHO, ERTON MEDEIROS FONSECA, e OTHON ZONOIDE DE MORAES FILHO.

Da cúpula da OAS, foram indiciadas AGENOR MAGALHÃES MEDEIROS, JOSÉ ALDEMÁRIO FILHO, LÉO PINHEIRO, MATEUS DE SÁ OLIVEIRA, ALEXANDRE PORTELA BARBOSA e JOSÉ NOGUEIRA BREGHIROLLI. O lobista FERNANDO SOARES também foi indiciado.

O MPF deve receber nesta quarta-feira (10/12) a delação premiada do doleiro ALBERTO YOUSSEF. Ele acrescentou novos nomes de políticos suspeitos. Em depoimento na CPMI, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras PAULO ROBERTO COSTA afirmou que "há dezenas de políticos" envolvidos no esquema criminoso entranhado na petroleira.

Tem alguns políticos do Rio Grande do Sul envolvidos no esquema. Aguardem!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário