quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

TURMA DO STF MANTÉM NA JUSTIÇA FEDERAL DO PARANÁ AÇÕES DA OPERAÇÃO LAVA-JATO

Juiz Sérgio Moro (com ele não tem conversa!!!)

A Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu manter na Justiça Federal do Paraná ações penas da OPERAÇÃO LAVA-JATO, da POLÍCIA FEDERAL. Eles negaram pedidos das defesas de réus que tentavam retirar os processos das mãos do juiz SÉRGIO MORO e levá-los ao STF.

A decisão foi tomada na análise de duas reclamações, uma de MURILO BARRIOS e outra de WALDOMIRO DE OLIVEIRA. Os outros réus aderiram ao pedido. Entre eles o doleiro ALBERTO YOUSSEF e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, PAULO ROBERTO COSTA, que fizeram a solicitação antes de firmarem acordos de delação premiada com o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. O argumento dos réus é de que o direito a ampla defesa está sendo restringido por MORO quando o juiz impede que sejam citados em depoimentos judiciais pessoas com foro privilegiado. Eles afirmam que, na prática, o juiz estaria a frente de investigações que deveriam estar no STF pelo envolvimento de parlamentares federais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário