terça-feira, 6 de janeiro de 2015

IMPLANTE (PARAFUSO PEDICULAR) PARA CIRURGIAS MINIMAMENTE INVASIVAS DE QUALIDADE SUPERIOR




Parafuso Pedicular Viper, para procedimentos cirúrgicos (de coluna lombar) minimamente invasivos



Este é um Parafuso Pedicular Viper (americano). É um parafuso de altíssima qualidade para cirurgias lombares. E para ser usado em cirurgias minimamente invasivas. É um dos melhores parafusos pediculares do planeta. Custa caro. Tem tecnologia agregada e milhões de dólares em estudos. Não é só uma liga de titânio, vanádio e alumínio. Para confeccionar (fabricar) um parafuso desta qualidade é necessário ter uma máquina Gildmeiseter (foto) de quase R$ 1 milhão reais

Não estou questionando os preços dos nacionais ou dos importados. Até agora só uma fábrica nacional está preocupada com a qualidade do implante (e não muito). O que está em jogo é a necessidade de colocar os implantes (parafusos pediculares, hastes, cross-link, cages) no procedimento cirúrgico (de uma cirurgia lombar). Se tiver realmente necessidade se colocar se coloca. Um implante da qualidade de um Viper é inegavelmente superior a qualquer parafuso pedicular fabricado no Brasil. O resto é conversa fiada. Quando os fabricantes nacionais (filiados a ABIMO) fizerem um parafuso pedicular desta qualidade eles terão êxito no seu propósito. Eles terão também  que utilizar ferramentais (instrumentais) de qualidade. O que não acontece hoje. O que está errado é o cirurgião forçar cirurgias desnecessárias. O que está errado é Hospitais (particulares) de renome cobrarem altíssimas porcentagens em cima dos preço de uma montagem (cobram de 20% a 40%). Isto é ROUBO. É CRIME. Isto a POLÍCIA FEDERAL tem que investigar. E são famosos Hospitais. O Rio Grande do Sul é pioneiro nessa "prática" bandida.  A UNIMED DO RIO GRANDE DO SUL não passa de um SUS PIORADO e só quer colocar nos seus "clientes" implantes nacionais. Não comparem um implante desta qualidade com um implante nacional. Não comparem os ferramentais de marcas de renome com os ferramentais das empresas nacionais. É como comparar uma Fiat Uno com uma Mercedes. O que está errado são os preços abusivos. Isto sim também deve ser combatido.  

Um comentário:

  1. Outra fraudes existem, na Santa Casa médicos iludem pacientes em exames de colonoscopia fazem sedação no paciente e cobram como anestesia como o paciente desconhece a diferença e iludido secretaria de medico fica nos corredor arrecadando o dinheiro. O IPE deveria tomar providencias ou e conivente.

    ResponderExcluir