segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

PF VAI APURAR DENÚNCIA CONTRA MÁFIA DAS PRÓTESES



O governo anunciou nesta segunda (5) medidas para ampliar a segurança na comercialização de próteses, órteses e materiais especiais e a estruturação do plano de ação para prevenção de irregularidades no setor. O Ministério da Saúde vai atuar nestes casos em conjunto com o Ministério da Justiça, que vai colocar a PF (Polícia Federal) para investigar e punir os envolvidos.

O anúncio foi feito depois de denúncia do programa FANTÁSTICO, da TV GLOBO, feita neste domingo (4), que mostrou esquemas entre empresas fabricantes de próteses, médicos e dirigentes de hospitais em cinco Estados brasileiros. Os médicos recebiam comissões das empresas pelo uso dos dispositivos médicos em cirurgias e os dirigentes emitiam notas superfaturadas. 

Além de colocar a POLÍCIA FEDERAL para investigar, as denúncias deverão ser encaminhas para a Secretaria de Defesa do Consumidor e ao CADE (Conselho Administrativo de Desenvolvimento Econômico) para apurar a possibilidade de formação de cartel na comercialização das próteses, e à Receita Federal para a investigação dos suspeitos.

Segundo o ministro da Saúde, ARTHUR CHIORO, esta situação tem se transformado em um desafio na sustentabilidade dos sistemas de saúde do país, pois causam prejuízos ao SUS.

"É inaceitável que possa ter situações que geram tanto prejuízo ao SUS e aos pacientes" afirmou o ministro da Saúde.

"Medidas tem que ser tomadas com vigor para além de punir os responsáveis, sanar os problemas no futuro", afirmou o ministro da Justiça, JOSÉ EDUARDO CARDOZO, que participou do anúncio. 

NÃO É SÓ O DR. FERNANDO SANCHIS QUE PARTICIPA DESSA FRAUDE COM CONHECIDOS REPRESENTANTES DE IMPLANTES DE COLUNA, JOELHO E QUADRIL DE PORTO ALEGRE. . EXISTEM DEZENAS E DEZENAS DE COLUNEIROS QUE TAMBÉM PARTICIPAM DA FRAUDE.  A PF TAMBÉM TEM QUE IR ATRÁS TAMBÉM DE FIGURÕES QUE ATUAM NA ÁREA DE CIRURGIA CARDÍACA, DE IMPLANTES DE DENTES, ETC. O ESQUEMA DOS CIRURGIÕES CARDÍACOS É MILIONÁRIO...

Nenhum comentário:

Postar um comentário