terça-feira, 7 de março de 2017

A Máfia da Judicialização da Saúde. A Máfia das Próteses do RS é especialista na área de judicialização!!!



IMPROTEC, PROHOSP, INTELIMED, SERRA NORDESTE são exemplos claros no Rio Grande do Sul...

Diretor da Abramge denuncia, que o uso de expediente jurídico é generalizado e visa do acesso a itens banais a procedimentos não previstos no rol da ANS

Em artigo para a edição de 28/2 do JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO, o diretor da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge), Pedro Ramos, aborda o tema da MÁFIA DA JUDICIALIZAÇÃO DA SAÚDE, que segundo ele "vem trazendo grandes lucros a fabricantes de materiais médico-hospitalares e a seus parceiros, às custas da saúde e boa-fé de pacientes em todo o território nacional";
De acordo com Ramos, esquemas envolvendo profissionais da saúde, advogados e fabricantes de materiais médico-hospitalares buscam incentivar a busca de "benefícios indevidos na Justiça", por parte dos cidadãos.
Esse mal, além de sangrar o orçamento para o atendimento na rede pública, também põe em cheque a saúde suplementar.
Os casos, infelizmente, estão espalhados por todo o país, até mesmo em instituições reconhecidas, com o Hospital das Clínicas de São Paulo e o Alberto Einstein.

Nenhum comentário:

Postar um comentário