segunda-feira, 29 de maio de 2017

AÇÃO DO MPF/RS PEDE EXONERAÇÃO DO DIRETOR ADMINISTRATIVO E FINANCEIRO DO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO



O MPF no Rio Grande do Sul, por meio do procurador da República Mauro Cichowski  dos Santos, ajuizou Ação Civil Pública (ACP) contra a União, na condição de acionista controlador, e a empresa estatal Hospital Nossa Senhora da Conceição S/A, conhecida como GHC (Grupo Hospitalar Conceição).


Na ação, o MPF pede a exoneração do Diretor Administrativo e Financeiro do GHC, Ibanez Ferreira Filter, e que seja eleita, para o referido cargo, pessoa que atenda integralmente os requisitos de experiência profissional e formação acadêmica, além de não estar enquadrada nos casos de vedação à indicação, previstos nos artigo 17 da Lei nº 13.303/16 (Estatuto das Empresas Estatais).

Para o MPF, Ibanez Filter, que era assessor parlamentar do deputado federal e atual chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha (PMDB-RS), não atende os requisitos legais para o cargo que atualmente ocupa no GHC.

Nenhum comentário:

Postar um comentário