segunda-feira, 8 de maio de 2017

MÁFIA DAS PRÓTESES EM SÃO PAULO - TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO APURA DENÚNCIAS EM COMPRAS DE MATERIAIS ORTOPÉDICOS EM HOSPITAL MUNICIPAL DE SÃO PAULO


O TCM (Tribunal de Contas do Município de São Paulo) aceitou 3 das 4 denúncias de irregularidades no fornecimento de materiais ortopédicos (OPMs) para o Hospital Municipal de Tatuapé (localizado na Zona Leste de São Paulo). As graves denúncias tinham sido feitas para a Ouvidoria do Tribunal e se referem aos anos de 2011 a 2015. O relatório diz que agentes públicos favoreceram a empresa EXTERA PRODUTOS E TECNOLOGIA PARA SAÚDE...



 O contrato previa o fornecimento de alguns materiais para cirurgias de membros superiores (mãos e braços) em consignação e outros em comodato, que é como se fosse um empréstimo. Mas, o Hospital de Tatuapé  desembolsou mais de R$ 1.200.000,00 - valor superior ao praticado no mercado em uma só compra.

O Tribunal deu um prazo de 120 dias para que o Hospital implante um procedimento interno para definir preço, utilizar preferencialmente pregão eletrônico, criar uma comissão de médicos pra definir as descrições dos produtos, apurar a conduta do MÉDICO que era chefe do Setor de Ortopedia...

O relatório diz que as graves irregularidades foram entre 2011 e 2015 e também intina o superintendente da autarquia municipal que atualmente é o poderoso secretário municipal da Saúde, Wilson Modesto Pollara.

O hospital disse que vai adotar as recomendações do Tribunal, que a atual gestão já adotou algumas medidas antes mesmo da divulgação do relatório e que o alvo das denúncias é a administração anterior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário