sexta-feira, 30 de junho de 2017

CAI IBANEZ FERREIRA FILTER DA PODEROSA DIRETORIA ADMINISTRATIVA E FINANCEIRA DO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO

Ibanez Filter (o primeira à direita)

A Justiça Federal (1ª instância) concedeu tutela de evidência pelo MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL/RS e determinou a exoneração do diretor administrativo e financeiro do Grupo Hospitalar Conceição (GHC), no prazo de 30 dias.

A decisão também determina que os réus realizem eleição, para o referido cargo, de pessoa que atenda integralmente os requisitos de experiência profissional e formação acadêmica, além de não estar enquadrada nos casos de vedação à indicação, previstos nos artigo 17 da Lei nº 13.303/16 - Estatuto das Empresas Estatais.

Para o MPF/RS, Ibanez, que era assessor parlamentar do deputado federal e atual chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha (PMDB/RS), não atende os requisitos legais para o cargo que atualmente ocupa no GHC.

Foi o rigoroso procurador da República Mauro Cichowski dos Santos que assinou a ação.

Consulte a ação civil pública nº 5026940-12.2017.4.04.7100

O apadrinhado do ministro Eliseu Padilha, Ibanez Filter é apontado também como contato do doleiro de Porto Alegre Antônio Albernaz, que disse à Lava Jato ter entregue R$ 1.490.000,00 de propina da Odebrecht a uma pessoa mediante a senha Angorá.

O orçamento total anual do GHC é de aproximadamente R$ 1,9 bilhão...

Todos sabem dentro do GHC que era Ibanez que mandava no grupo hospitalar federal da zona norte!!!

Vamos ver agora a posição do rigoroso TRF4...

Um comentário:

  1. Não adiantou muito o processo, Padilha já colocou seu operador de propinas como diretor da Ceitec S/A.

    ResponderExcluir