quarta-feira, 21 de junho de 2017

O GRANDE EXPEDIENTE DO DIA 20/6 FOI CENSURADO ARBITRARIAMENTE PELO "DEMOCRÁTICO" PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA...

Deputado Ademir Tortelli

O deputado Tortelli iria fazer o seguinte pronunciamento:

"No dia 05 deste mês comemoramos o dia Mundial do Meio Ambiente, data que entrou no calendário desde o ano de 1972, quando da realização da 1ª Conferência para tratar deste tema, a Conferência de Estocolmo.

Nesta Conferência, 113 países discutiram a relação entre Desenvolvimento e Meio Ambiente. Embora tenha sido marcada pelas diferenças entre países desenvolvidos, que buscavam a redução do ritmo de industrialização dos países, e países em desenvolvimento que queiram desenvolvimento a qualquer custo, resultou na criação do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, com o objetivo de coordenar as ações internacionais de proteção ao Meio Ambiente e de promoção do desenvolvimento sustentável.

Depois de Estocolmo, seguiu-se a ECO-92, no Rio de Janeiro, onde foram introduzidas as ideias de desenvolvimento sustentável, modelo de crescimento menos consumista e adequado ao equilíbrio ecológico. Paralelo à ECO-92, organizações não-governamentais realizaram o Fórum Global, sendo aprovadas a Carta da Terra, estruturada em quatro princípios básicos: respeitar e cuidar da comunidade de vida; integridade ecológica; justiça social e econômica; e democracia, não-violência e paz.

Em 2012, a RIO+20, foi o maior evento já realizado pela ONU, com a participação de 193 países, os quais discutiram e propuseram mudanças no mode de utilização de recursos naturais do planeta. Além da preocupação ambiental, a RIO+20, tratou aspectos sociais, tais como a falta de moradia e, na cúpula dos povos, predominou a discussão para o fortalecimento dos movimentos sociais no Brasil e no mundo.

Ontem (20/6), a Comissão de Saúde e Meio Ambiente realizou um evento sobre esse tema, que tratou das mudanças climáticas - desafios da sustentabilidade e da produção de alimentos saudáveis, estiveram presentes grandes pesquisadores das áreas de climatologia, socioambiental e desenvolvimento rural, todos foram unânimes em garantir o aprofundamento do debate e das ações na criação de políticas públicas para minimizarmos o ritmo de agressão ao meio ambiente, de agressão aos direitos, agressão às libertadas, aos cidadãos e à democracia".

O deputado Tortelli foi proibido pelo presidente da Assembleia de realizar o seu importante discurso.

Há censura na Assembleia???

Este seria o tema deste Grande Expediente, porém por ter esta compreensão da dimensão ambiental da moradia popular, dedicaria este espaço para tratar do lamentável ocorrido em Porto Alegre, na última quarta-feira, que foi o despejo violente - por parte do governo, das 70 famílias que estavam morando na Ocupação Lanceiros Negros, a algumas quadras aqui da Assembleia. E fiz o pronunciamento (que não foi permitido) em defesa do direito fundamental à moradia e em repúdio ao duro ataque a nossa democracia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário