quarta-feira, 19 de julho de 2017

EXPLODE ESQUEMA CRIMINOSO DE DIPLOMA FALSO NA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE SÃO LEOPOLDO


Um grande esquema de diplomas falsos protegidos por um grupelho de vereadores vazou na Câmara  Municipal de Vereadores de São Leopoldo e vai virar alvo de uma robusta investigação na Promotoria de Justiça Cível. Três processos administrativos disciplinares do Legislativo em 2014 apontaram que o então diretor-geral da Casa, Fábio Morais de Ávila, o chefe de gabinete parlamentar Adriano de Oliveira Gomes e o assessor parlamentar Nilton Severo Jardim entregaram certificados de conclusão do Ensino Médio simulados para ocupar as funções em 2013. Eram indicações políticas do ex-vereador Luiz Andrade (PSB), dos atuais Iara Cardoso (PDT) e Armando Mota (PRB).

Os servidores foram exonerados, mas os processo não foram enviados pelo então presidente Brasil Oliveira (PSB), nem pelo seu sucessor Aurélio Schmidt, o Aurélio Padaria (PTB), para o Ministério Público instaurar denúncia por crime de IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA  - que prevê a perda da função pública e suspensão de direitos políticos por 5 a 8 anos.

Um comentário:

  1. Malandragem não falta na Câmara de Vereadores de São Leopoldo. Acredito que são poucos vereadores honestos mesmos, mas bem poucos.

    ResponderExcluir