quinta-feira, 27 de julho de 2017

HC-UFU demite médicos denunciados em esquema de corrupção para implantes de marca-passos

Dr. Elias Esber Kanaan

Dr. Petrônio Júnior

Foram denunciados no Diário Oficial do Município de Uberlândia na última quarta, 26, as demissões dos MÉDICOS CARDIOLOGISTAS denunciados em novembro de 2012 por realizar implantes de marca-passos de má fé, ou seja, de forma desnecessária. Elias Esber Kanaan e Petrônio Rangel Salvador Júnior foram alvo de um consistente procedimento administrativo disciplinar instaurado na época das denúncias pelo MPF.

Ambos estão envolvidos no esquema de corrupção, intitulado na época da Máfia das Próteses. 

A denúncia indica que houve recebimento de PROPINA para a realização dos procedimentos com mais urgência do que seria pelo protocolo normal. O inciso XII, Art. 117, da lei que dispões sobre o regime jurídico dos servidores públicos federais, proíbe que seja obtida vantagem de qualquer espécie nas atribuições.

O MPF provou que os cardiologistas credenciados pelo SUS, realizaram implantes de marca-passos em quantidade muito superior comparado à nacional. Eles ainda teriam adquirido desfibriladores entre os anos de 2003 e 2008 em um esquema com empresas fabricantes e revendedoras dos aparelhos, recebendo para tanto o pagamento de propinas. Os pagamentos era realizados em contas bancárias pessoais dos médicos.

Os implantes (marca-passos) eram realizados no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlância. Muitos pacientes receberam os marca-passos sem a menor necessidade.

O Hospital São Stent de Paulo de Passo Fundo é alvo de robusta investigação. Teremos novidades sobre o São Stent...

Nenhum comentário:

Postar um comentário